O que é mindfulness do coração?

Image-1 copy

Mindfulness do Coração é apreciar o momento presente através do coração de criança… aquele coração que ama sem julgamento e que vai além dos limites dos conceitos! aquele coração que se abre porque nada teme e aquele que não se protege porque confia!
Um método para começarmos a ver com os olhos do coração e não com os olhos do pensamento… com os olhos dos sentimentos e não com os olhos dos conceitos… para finalmente contemplarmos a realidade com os múltiplos olhos da sabedoria, como uma noite estrelada que tudo ilumina… como o calor do sol que nada discrimina!
Esta preciosa prática meditativa é como uma chave que abre o tesouro do nosso coração de criança! Esse tesouro tem o potencial de curar, transformar, purificar o corpo, as emoções, a mente, a energia!
É a arte de render ao que não pode ser mudado; de deixar ir o que ainda nos magoa… de sarar feridas abertas que não têm idade; de cicatrizar dores invisíveis… de lavar as nódoas de medos ocultos; de soltar o que está preso!
É libertar as nossas asas do amor e da confiança, saltar com bravura no espaço sem limites da nossa natureza pura e voar com doçura, saboreando a leveza da liberdade!
É despertar a inocência, a alegria, o contentamento, a espontaneidade… a simplicidade do amor de criança!
É ir além do que nos limita e nos separa, completamente além… e ser amor!

Tadyata Gate Gate Paragate Parasamgate BodhiSoha!

Vamos nos conectar?

IMGP5068

O Inverno está a chegar, as folhas de Outono já caíram, já cheira ao fumo das lareiras ao entardecer e dá vontade de hibernar… repousar no nosso cantinho, aninhadinhos com quem nos é mais querido ou no nosso espaço de contemplação e silêncio. Os dias mais curtos convidam-nos a voltarmos para dentro… numa jornada ao interior mais profundo de nós mesmos. É tempo de reflexão, de parar para analisar o que foi feito de bom ou menos bom. É tempo de amadurecer com os erros e deixar a sabedoria emergir. É tempo de ouvir o coração, sentir a sua confiança profunda para que nos ajude a renovar a nossa motivação… É tempo de sentir que o meu sofrimento e as minhas dores, não são só minhas, mas também a dos meus antepassados, mas também de toda a humanidade, mas também de todos os seres… porque a minha história profunda, é também a tua história profunda com diferentes medos, frustrações, angústias, tristezas, desilusões, mas resumidamente dores que nos ferem a todos! Por isso, é tempo de abrir o nosso coração ao amor e à compaixão… de acender a velinha do nosso coração e fazer espalhar essa luz como uma estrelinha que brilha para todos os querem ver e sentir!

Mas também é tempo de saborear o chá bem quente com os biscoitos a cheirar a canela acabadinhos de sair… e ao final do dia deixar imergir o meu corpo num quentinho banho de imersão que me faz sentir renovada… e quem sabe enquanto relaxo ouço um ensinamento que me faz voltar a casa!

Para esta época que deveria ser de quietude e serenidade, em que os nossos elementos Terra e Água estão mais ativos, é tempo de abrandar, ouvir profundamente, abraçar ternamente, estar presente para amar conscientemente. Que tal praticarmos Mindfulness, juntarmo-nos em Rituais de Meditação, estarmos com os nossos mais queridos de forma mais presente, abrirmos os corações ao amor e compaixão? Que tal começarmos a recolhermo-nos mais e a criarmos um espaço em casa para o nosso ritual espiritual, para a nossa invocação, meditação ou contemplação?

Aceitem e usufruam do meu presente – para todos os que querem ser a mudança que querem ver no mundo! -, um pequeno excerto de uma das meditações realizadas no Ritual de Lua Cheia:

E porque as tecnologias também nos trazem muitos benefícios vou pela primeira vez fazer um Live gratuito no grupo secreto do FB: Círculo das Dakinis. Se és mulher só tens de aderir a este grupo, caso ainda não tenhas feito. E dia 26, segunda, às 19:30, hora de Lisboa, (ou um pouco antes) conecta-te à internet, acede ao grupo e aguarda por mim… vamos ver como corre e certamente vamos nos conectar!

Em tempos de agitação, desastres e tanto sofrimento gostaria de falar um pouco de Mindfulness do coração e, claro, também praticarmos um pouco… Tem uma velinha contigo também e procura garantir que durante 60min não és incomodada.

Aproveito para desejar a todos os meus alunos, seguidores e amigos um Feliz Natal, seja qual for a tua religião, filosofia ou tradição. Tens um corpo que se quer curar? Tens uma mente que se quer acalmar? Tens emoções que se querem dissolver? Tens um coração que se quer abrir? Então, és e serás sempre bem vindo(a)! Grata por estares aí… a tua presença faz-me continuar!

Próximos eventos:

ritual-ano-novoelemento-ventoformac%cc%a7a%cc%83olujong

Rendição como amantes, não como escravos do amor!

image-1-6

O sorriso revela muita alegria interna; o cabelo despenteado ao vento, expressa a leveza de aprender a abraçar, com doçura e contentamento, a energia da vida em movimento; o brilho nos olhos, são o êxtase e satisfação de me sentir cada vez mais realizada; as rugas, ohhh! essas são a materialização de muitas desilusões e frustrações, apenas fruto das minhas expectativas, e que, lentamente, vou aprendendo a transformar em sabedoria e poder interno. Mas acima de tudo, há um coração pleno de amor e cheio de gratidão pelo caminho percorrido, pelas grandes aprendizagens e, não menos importante, pelas duras lições da vida… mas também pela coragem em saltar, muitas vezes, sem ver para onde, mas acreditando que tudo correria pelo melhor… pela persistência de nunca ter desistido, mesmo quando as forças se esmoreciam e tudo parecia do contra… pela integridade em saber dizer “não” ou “sim”, mesmo não indo ao encontro do que era esperado… olho para trás e o meu coração sorri!

Ousei desistir de uma carreira como técnica de investigação para ser uma yoguini! Queria aprender a ser feliz usando o corpo como veículo de transformação… sabia que trazia comigo esse dom e que era meu dever, após uma correcta aprendizagem e prática, ensinar, partilhar e inspirar muitos que quisessem acompanhar-me neste caminho tão especial…

Mas ao longo do caminho tinha tantos, mas tantos interesses e paixões que para manter o meu propósito de evolução e de autenticidade ao que o meu coração desejava, tive de fazer muitas escolhas difíceis… abandonei o meu trabalho com Gongos e Taças Tibetanas (mas ainda tenho CDs de minha autoria para venda)… tive de deixar de dedicar-me à aromaterapia e produção de cosmética artesanal… deixei o vinyasa e power yoga porque me queria especializar no yoga tibetano… e recentemente abandonei o Tog chod porque decidi continuar a trabalhar a guerreira inteira através de formas mais graciosas e femininas para mim…

Especializei-me no yoga tibetano, na filosofia e psicologia budista tibetana, no tantrayana… e recentemente passei a integrar também práticas taoistas para mulheres…

E a meio deste caminho de já quase 10 anos, apercebi-me que a yoguini ainda negava certos aspectos femininos, rejeitando qualidades que a levavam a ser controladora e a adoptar, em certos momentos, padrões mais masculinos… devido a heranças familiares ou kármicas, a um mecanismo de auto-defesa como resposta a uma sociedade que adoptou um padrão de sobrevivência masculino, etc…
Comecei a trabalhar a minha essência feminina que se foi expressando na minha doçura, sensualidade e graciosidade cada vez maior. Ao longo desse período comecei a sentir o quanto era importante ensinar, partilhar e inspirar muitas mulheres, porque os tempos exigem este trabalho, urge este resgate do verdadeiro poder interno feminino… Assim há cerca de 3 anos surgiu o trabalho das Dakinis…

Mas o meu trabalho foi profundo e os desafios aumentaram quando, ao abraçar-me como mulher, deparei-me com bloqueios, falsas crenças e padrões negativos que trazia relativamente aos relacionamentos… Entrei ainda mais fundo de mim mesma, foi doloroso, mas libertei muitos medos, mas também sofri muitas desilusões frutos de muitas expectativas… sim, é fácil falar que amor não é apego, mas e na prática como é?! Queremos nos conectar e geramos apego, queremos nos distanciar e geramos indiferença. Apaixonamo-nos e ficamos dependentes, mas queremos ficar independentes e a paixão desaparece! Haverá solução? Será possível manter a paixão sem nos tornarmos escravos desse amor?!

Os anos passaram e cheguei-me a sentir muito desiludida comigo mesma, pois sei bem que a vida é apenas um reflexo de nós mesmos e os relacionamentos só mostram o que nós acreditamos que somos (duro, mas é a pura verdade!)…
Um relacionamento de 7 anos que parecia perfeito, mas agora sei perfeitamente que teve falhas… desejar muito estar sozinha e, nesse período de solidão, deparar-me com medos que não sabia que existiam… entrar em novos relacionamentos que foram ora repetições do primeiro, ora vinham despertar, com cada vez mais força, padrões negativos bem profundos colocando em teste a minha auto-estima, a minha auto-confiança e o meu amor-próprio… porque afinal de contas o nosso amante é o nosso melhor espelho!

Mas a mulher desabrochou, tornou-se mais plena, mais inteira, mais completa… com isto libertou-se dos padrões de compensação e de dependência, isso de procurar alguém para preencher o nosso vazio, a chamada “cara-metade”…
Mas os ditos relacionamentos 50-50 ou de igualitarismo também se mostraram não ser a solução, pois levavam, com o tempo, a um desinteresse, a um desaparecimento da polaridade sexual, fundamental para manter o desejo e o fogo da paixão… A igualdade e a equanimidade é muito importante e essencial, mas não é um ponto final. É necessário um novo paradigma de relacionamentos… É necessário irmos mais além…

Com o desabrochar, a mulher encontrou alguém que quer partilhar o mesmo caminho de evolução, através da partilha e confiança mútua profunda, mas também através do respeito, do amor, da cumplicidade, da intimidade, da sexualidade consciente e da total abertura emocional… estarem preparados para se empoderarem ao servirem-se de espelho um do outro. É um desafio… mas um belo desafio!
Isto significa que a entrega tem de ser total… a rendição tem de ser plena, mas como amantes, não como escravos… como seres plenos que querem partilhar o seu amor e desejo e usarem isso para evoluírem!

Foi preciso experiência, foi preciso estudo, foi preciso entendimento e foi preciso consciência… ainda há um longo caminho, mas ainda assim chega a hora de começar a ensinar, partilhar e inspirar todos os que querem ir mais além nas suas relações!

 

image-1-4

 

Liberdade na mente, amor no coração para uma vida feliz!

Image-1 19

Amanhã , domingo , vou apresentar o meu trabalho num workshop vivencial bastante completo e desafiante … a experiência e sabedoria oriental , juntamente com a lógica do coração amoroso e compassivo ajudar-nos-ão a libertar de conceitos e crenças limitadoras … os exercícios conscientes , as práticas poderosas ajudar-nos-ão a abrir e a expandir os nossos corações … a energia do grupo , a inspiração das palavras e dos olhares , o amor no ar , as respostas a florescer , a sabedoria inata a emergir e a contagiar , irão nos fazer ir mais além do que jamais pensámos ser possível em três horas … porque o impossível só é criado pela nossa mente!

E eis o meu mais recente vídeo sobre este tema:
Liberdade na mente…

… e relembrar palavras do artigo “A liberdade encontro-a aqui…”:

Acho que um dia vou ser mais feliz … um dia vou ser mais livre … um dia , não agora , não neste momento … Porquê? Porque não acredito no meu potencial , não acredito que sou capaz e , muito importante , não acredito que a minha natureza já é perfeita , já é amor e liberdade … então o que tenho de aperfeiçoar? Unicamente a minha capacidade de me libertar do que não sou e que tanto me convenço que sou … libertar-me dos falsos padrões que permito que me condicionem achando-me vitima da educação , da sociedade , da religião , do sistema … libertar-me das minhas falsas crenças em pensar que não sou capaz , que não sou merecedora , que não tenho capacidade de amar ou de ser feliz…
Tenho de parar de lutar contra mim mesma , parar de negar a minha natureza , a minha sabedoria … Tenho de me libertar dos medos que me impedem de me ver a mim mesma … Tenho de ter coragem de parar quando devo parar ou de avançar quando devo avançar … Tenho de começar a ser autêntica , genuína comigo mesma para que a vida me possa devolver o que tanto procuro … Tenho de me amar e sentir esse amor da mesma forma que quero que os outros me amem … Como? Aprendendo ferramentas que me ajudam a confiar em mim mesma , a confiar na minha natureza … aprendendo a arte de me render ao momento presente e de saborear a liberdade e amor que naturalmente emerge de dentro de mim … aprendendo a habilidade de agir de acordo com a minha sabedoria interna , em relação comigo ou com os outros. E assim vou aprendendo a viver , a ser feliz , a ser autêntica , a sentir que a liberdade encontro-a aqui … a liberdade de escolher o que está de acordo , não com o meu ego , mas sim com a voz do meu coração … a liberdade de decidir o que está em sintonia com a minha natureza e , por isso , me faz expandir , me faz sentir livre!

Mais informações:
Evento : Workshop vivencial c/ Ana Taboada : Liberdade na mente , amor no coração para uma vida feliz

Data : Domingo ,
Hora : 15:00 às 18:00
Local : Estúdio Ana Taboada – Braga
Preço : 25€ por pessoa
Inscrições : ana@anataboada.com

Descrição :
Sem espaço , o amor não pode crescer. Precisamos de abrir as nossas mentes , criar liberdade de conceitos , de julgamento , de tudo o que nos limita para abrir os nossos corações … expandimos o coração e o amor não entra só nas nossas vidas , como passamos a expressar esse amor com mais autenticidade a cada momento da nossa existência … enriquecendo-a com experiências de felicidade , contentamento e alegria!

Inclui :
* Mindfulness : o poder do agora ; natureza da mente e da realidade…
* Treino do coração : amor , compaixão e alegria interna…
* Treino do corpo : movimentos conscientes , respiração , felicidade-êxtase / bliss…
* Treino da mente : o poder de criar vidas e relações felizes…

Objectivos :
* Dissolver pensamentos e conceitos limitadores para abrir a mente e criar espaço no coração;
* Saborear o poder do agora e de repousar a mente no espaço e no silêncio da consciência plena pura e natural;
* Curar e transformar traumas e medos através do amor , compaixão e devoção por nós mesmos e , naturalmente , pelos outros;
* Libertar bloqueios físicos despertando a consciência e êxtase / bliss no corpo;
* Despertar o poder interno de escolher a felicidade , a alegria e o êxtase na vida e nas relações com autenticidade no coração… e aprender a sorrir desde o coração e a abraçar com devoção!

WorkshopLiberdade

Próximos eventos:

Dança das Dakinis2PoderFeminino-100%Mulher

 

A criança do meu coração …

happy-child-on-the-northern-beaches

A criança do meu coração quer regressar a casa , soltar as asas e voar … sentir a doce inocência de se abrir ao mundo , sabendo que tudo é possível e cada momento está pleno de riqueza … viver com consciência a sábia loucura do momento presente , sem procurar nada , mas tudo encontrar … repousar no espaço da vulnerabilidade e saber que está tudo bem , porque na minha natureza confio … e nesse amor que brota em todas as direções , sinto o meu poder , expresso-me dançando a música da vida e conecto-me com outros corações…
A criança do meu coração ainda sonha com crianças mais livres dos medos e dos conceitos , genuinamente alegres … crianças que aprendem , com consciência , a confiar na sua natureza , a respeitar a vida como sua melhor professora , a darem o seu melhor a cada momento sem quererem ser as melhores … crianças que se sentem belas e criativas , que sabem que os seus corpos são veículos de expressão das suas qualidades mais puras … crianças que nunca param de sonhar que é possível ser feliz a cada momento … crianças que sabem que não existe a perfeição fora do nosso coração , que a maior riqueza conquista-se com amor e amor é liberdade…
A criança do meu coração sabe como se realiza um sonho … sendo a mudança , o exemplo , com persistência e dedicação … A criança do meu coração não desiste e acredita que é possível!

Vê mais sobre Educação consciente … e Mindfulness. E para mais informações contacta-me : ana@anataboada.com

E não posso deixar de partilhar uma forma linda de ensinar a sexualidade , o prazer e o ciclo menstrual a meninas : O tesouro de Lilith

267302_201355966688762_1985979963_n.jpg

Próximos eventos:

Dakinis_Maio_AnaTaboadaWorkshopLiberdadeDança das Dakinis

 

Inocência com sabedoria …

Image-1 13

Nós , mentes modernas , achamo-nos muito abertas , conhecedoras , sem preconceitos … e no entanto falar sobre sexualidade ainda é tabu e quando falamos com alguma abertura é banalizada.
Achamos que já sabemos tudo ou não queremos saber mais ou é melhor nem saber … Ora ficamos fechados no nosso casulo preconceituoso formatado pela educação , os meios sociais e sociedade … Ou então caímos no outro extremo , em nome de uma falsa liberdade , perdemos o respeito , o verdadeiro sentido profundo e sagrado e vulgarizamos. Com o tempo a sexualidade fica resumida a um ato de não mais de 10 minutos de libertação de stress e tensões ou um momento em que dois seres procuram agradar-se mutuamente à procura de aceitação com medo da rejeição ou então limita-se a uma tentativa de procriação à procura do amor ou mesmo uma obrigação para comigo mesma ou com o outro.
Urge reencontrarmos a inocência inata que desperta a curiosidade pelo que é mais profundo na sexualidade … a curiosidade em ir mais além do que os olhos vêem ou a mente perceciona … a curiosidade por abrir totalmente todos os nossos sentidos , ir mais além das barreiras sensoriais causadas pela mente , caminhar na direção da verdadeira conexão connosco mesmos e com os outros. Neste caminho de auto-conhecimento , descobrir que temos várias etapas a percorrer , mas todas nos conduzem mais próximos da nossa natureza , que é livre de preconceitos e medos , que é auto-confiança , êxtase e puro amor. Porque esta inocência é sensibilidade , é sentir com o coração , é a doçura de nos rendermos e render é abrir o nosso coração.
A primeira etapa é abraçarmos a sexualidade sem preconceitos … despertarmos o fogo da paixão escondido no nosso corpo , sem reservas , sem medos … libertarmos a leoa selvagem que finalmente solta o que tanto reprimiu!
A segunda etapa passa por despertar a sensualidade do nosso corpo … aqui a sexualidade começa a transformar-se em sensualidade pura , em energia que se expande e nos faz sentir êxtase ou bliss cada vez mais subtil , mais profundo , logo mais próximo da nossa natureza de amor. É quando a sexualidade se encontra com a sensualidade. O nosso corpo fica cada vez mais sensível , um verdadeiro templo do amor … os nossos sentidos abrem-se e reconhecem a beleza exterior como uma forma de reconhecer a beleza interna … e a nossa mente gradualmente fica mais calma , confiante e feliz.
A terceira etapa é com maturidade expressar toda a sensualidade em conexões cada vez mais puras com os outros … é amar não em dependência , mas em interconetividade … é fazer ligações invisíveis , mas fortes como um diamante , com os outros seres , a natureza , a realidade. É amar o outro sem medo de o perder , sem esperar que este me ame … é um amor cada vez mais radial , mais livre , ainda que também focado e romântico. É estabelecer relações de amizades , de parentalidade e românticas cada vez mais puras , mais livres de sofrimento.

Este trabalho exige paciência , algum esforço … é uma habilidade que vamos resgatando e , muitas vezes , a mente vai boicotar , vai resistir e achar ridiculo ou não importante … mas as mulheres e os homens precisam de despertar esta inocência com base na sabedoria … esta curiosidade por ir mais além … este desejo inato de sair dos limites da mente e ir além do superficial , do temporário … a aspiração de sermos mais sensíveis , mais puros , mais livres … a vontade de nos reencontramos com a nossa natureza e , assim , podermos estabelecer conexões cada vez mais amorosas , íntimas , verdadeiras!

 

A liberdade encontro-a aqui…

Image-1 copy.jpg

Acho que um dia vou ser mais feliz … um dia vou ser mais livre … um dia , não agora , não neste momento … Porquê? Porque não acredito no meu potencial , não acredito que sou capaz e , muito importante , não acredito que a minha natureza já é perfeita , já é amor e liberdade … então o que tenho de aperfeiçoar? Unicamente a minha capacidade de me libertar do que não sou e que tanto me convenço que sou … libertar-me dos falsos padrões que permito que me condicionem achando-me vitima da educação , da sociedade , da religião , do sistema … libertar-me das minhas falsas crenças em pensar que não sou capaz , que não sou merecedora , que não tenho capacidade de amar ou de ser feliz…
Tenho de parar de lutar contra mim mesma , parar de negar a minha natureza , a minha sabedoria … Tenho de me libertar dos medos que me impedem de me ver a mim mesma … Tenho de ter coragem de parar quando devo parar ou de avançar quando devo avançar … Tenho de começar a ser autêntica , genuína comigo mesma para que a vida me possa devolver o que tanto procuro … Tenho de me amar e sentir esse amor da mesma forma que quero que os outros me amem … Como? Aprendendo ferramentas que me ajudam a confiar em mim mesma , a confiar na minha natureza … aprendendo a arte de me render ao momento presente e de saborear a liberdade e amor que naturalmente emerge de dentro de mim … aprendendo a habilidade de agir de acordo com a minha sabedoria interna , em relação comigo ou com os outros. E assim vou aprendendo a viver , a ser feliz , a ser autêntica , a sentir que a liberdade encontro-a aqui … a liberdade de escolher o que está de acordo , não com o meu ego , mas sim com a voz do meu coração … a liberdade de decidir o que está em sintonia com a minha natureza e , por isso , me faz expandir , me faz sentir livre!

No 5 Junho , domingo , vou apresentar o meu trabalho num workshop bastante completo e desafiante … a experiência e sabedoria oriental , juntamente com a lógica do coração amoroso e compassivo ajudar-nos-ão a libertar de conceitos e crenças limitadoras … os exercícios conscientes , as práticas poderosas ajudar-nos-ão a abrir e a expandir os nossos corações … a energia do grupo , a inspiração das palavras e dos olhares , o amor no ar , as respostas a florescer , a sabedoria inata a emergir , irão nos fazer ir mais além do que jamais pensámos ser possível em três horas … porque o impossível só é criado pela nossa mente!

Mais informações:
Evento : Workshop vivencial c/ Ana Taboada : Liberdade na mente , amor no coração para uma vida feliz

Data : Domingo ,
Hora : 15:00 às 18:00
Local : Estúdio Ana Taboada – Braga
Preço : 25€ por pessoa
Inscrições : ana@anataboada.com

Descrição :
Sem espaço , o amor não pode crescer. Precisamos de abrir as nossas mentes , criar liberdade de conceitos , de julgamento , de tudo o que nos limita para abrir os nossos corações … expandimos o coração e o amor não entra só nas nossas vidas , como passamos a expressar esse amor com mais autenticidade a cada momento da nossa existência … enriquecendo-a com experiências de felicidade , contentamento e alegria!

Inclui :
* Mindfulness : o poder do agora ; natureza da mente e da realidade…
* Treino do coração : amor , compaixão e alegria interna…
* Treino do corpo : movimentos conscientes , respiração , felicidade-êxtase / bliss…
* Treino da mente : o poder de criar vidas e relações felizes…

Objectivos :
* Dissolver pensamentos e conceitos limitadores para abrir a mente e criar espaço no coração;
* Saborear o poder do agora e de repousar a mente no espaço e no silêncio da consciência plena pura e natural;
* Curar e transformar traumas e medos através do amor , compaixão e devoção por nós mesmos e , naturalmente , pelos outros;
* Libertar bloqueios físicos despertando a consciência e êxtase / bliss no corpo;
* Despertar o poder interno de escolher a felicidade , a alegria e o êxtase na vida e nas relações com autenticidade no coração… e aprender a sorrir desde o coração e a abraçar com devoção!

WorkshopLiberdade

 

Próximos eventos:

Dakinis_Maio_AnaTaboadaPoderFeminino-100%MulherKum Nye_wk